• Lattualita

    COLUNISTAS

    Carlos Eduardo Berbigier de Rosso - carloseduardoderosso@gmail.com

    O recomeço do esporte amador

    Confira o artigo do educador físico Carlos Eduardo de Rosso

    7 meses atrás

Há poucas semanas o esporte amador teve sua liberação consolidada por parte dos nossos governantes. É um recomeço para todos os praticantes das principais modalidades coletivas que careciam de uma atividade físico corriqueira em sua semana.

Comemorado por muitos donos de estabelecimentos esportivos, seja de escolas esportivas (que já podiam trabalhar, mas com muitas restrições), ou apenas para o aluguel de quadra para os jogos, a liberação veio em um momento em que muitos empresários já estavam sem esperanças, em que a saída mais próxima era fechar seu negócio. Mesmo com os protocolos impostos pelo Governo Estadual, a liberação do esporte coletivo veio como uma sobrevida para todos que vivem do esporte amador.

Todos sabemos dos benefícios fisiológicos que a atividade física nos traz e o bem-estar que nos proporciona, principalmente quando praticamos algo que seja do nosso gosto. As pessoas precisavam disso, precisavam poder voltar a se relacionar, mesmo que dentro de quadra, de uma maneira mais natural, mais saudável, praticando o seu esporte favorito.

A pandemia não acabou, embora os últimos dados divulgados demonstram que a famosa curva de contágio está decrescente. Todos ainda temos que tomar muito cuidado ao sair nas ruas, se higienizando, evitando aglomerações e cuidando de sua saúde. Com a liberação do esporte amador, estamos experimentando um pouco da normalidade que tínhamos antes da pandemia e que nos foi tirada de forma rápida e sem previsões de retorno, ou melhor, com previsões que foram sendo refeitas e refeitas.

Todos queremos poder retornar ao nosso dia a dia de forma normal e natural, podendo jogar uma partida de vôlei durante a semana, um futebol no final de semana, um jogo de cartas depois de um jantar com os amigos, sem precisar pensar se está se contaminando com algum tipo de vírus, se está infringindo algum decreto estadual e/ou municipal, mas por enquanto, o que nos resta, é seguirmos as autoridades e recomendações de higiene passadas pela Vigilância Sanitária, que está nos ajudando a vencer essa pandemia.

O momento ainda não é o que todos desejamos, mas podemos comemorar a volta do esporte amador, um recomeço para todos os praticantes de qualquer modalidade esportiva. Nossa saúde agradece, nossa cabeça e bem-estar também. Para todos esportistas: joguem, disputem partidas, treinem, brinquem jogando e pratiquem sem medo, o esporte te trará inúmeros benefícios para passarmos juntos por um momento histórico como esse, mas não esqueça, fora de quadra, continue obedecendo as normas e protocolos, queremos a normalidade o mais rápido possível e cada um tem que fazer a sua parte.

Voltamos!!