• Lattualita

    CORONAVíRUS

    SAúDE

    Coronavírus: Hospital São João Bosco registra aumento nas internações durante última semana de julho

    De 27 de julho a 2 de agosto, Hospital São João Bosco realizou 94 testes rápidos de covid-19, sendo 17 pessoas da comunidade, 42 caminhoneiros e 35 em ações preventivas fora da instituição

    2 meses atrás

    Hospital São João Bosco realizou nova ação de testagem em posto de combustível e escola de idiomas

Até este domingo, 2 de agosto, São Marcos registra 136 casos confirmados de covid-19, sendo 94 recuperados e 42 ativos, destes: dois internados no Hospital São João Bosco e um paciente que permanece internado na UTI do Hospital Geral, em Caxias do Sul.

A última semana de julho (27 de julho a 2 de agosto) teve aumento nas internações por coronavírus no hospital de São Marcos. Além dos dois atuais pacientes internados com covid-19, homem de 41 anos e mulher de 54 anos, há mais três pacientes internados suspeitos, aguardando resultado de teste PCR. Sendo que no último dia 28 de julho, paciente de 62 anos com a doença recebeu alta. Leita no final desta matéria.

A procura por testes rápidos de detecção de coronavírus se manteve alta na última semana de julho. Os números foram praticamente os mesmos registrados na semana anterior. Na quarta semana de julho, foram realizados 60 testes (19 comunidade + 41 caminhoneiros) no Hospital São João Bosco, e nesta última semana do mês o total foi de 59, entre pessoas da comunidade (17) e caminhoneiros (42). “Se manteve a mesma procura da semana passada, mas tivemos um aumento no número de internações durante a semana”, observa a farmacêutica Daniela Trevisan, integrante da comissão responsável por acompanhar as ações do Hospital São João Bosco durante a pandemia. “Nossa projeção é de que os números de testes realizados e internações se mantenham no mesmo patamar também durante esta primeira semana de agosto”, estima a gestora do Hospital São João Bosco, Aline Brochetto.

Hospital SJB testou professores em escola de idioma,  funcionários de posto de combustível e irmãs de São José na última semana de julho

Dando sequência às ações de testagem em massa de detecção de covid-19 em empresas de serviços essenciais e que concentram circulação maior de pessoas, na última semana de julho o Hospital São João Bosco enviou sua equipe de profissionais de saúde a um posto de combustíveis e uma escola de idiomas do município. Na quinta-feira, 30 de julho, foram testados 8 professores da Escola Link Idiomas, todos com resultado negativo. Já na sexta-feira (31), foram realizados 23 testes de detecção de coronavírus em posto de combustíveis do município, 3 com resultado positivo para covid-19, dois deles em que a presença de anticorpos indicou que as pessoas já estavam curadas da doença. Também durante a semana foram testadas no ambulatório do Hospital 4 religiosas da congregação Irmãs de São José, todas com resultado negativo para covid-19. Para as ações preventivas gratuitas de testagem em massa fora da instituição, o Hospital São João Bosco adquiriu 200 testes com recursos próprios.

Idosa de 62 anos com covid-19 evoluiu bem a tratamento e recebeu alta do Hospital São João Bosco no último dia 28 de julho 

Clori Montanari, 62, recebeu alta do Hospital São João Bosco dia 28
Clori Montanari, 62, recebeu alta do Hospital São João Bosco dia 28

Clori Montanari, 62 anos, moradora da Linha Riachuelo, interior de São Marcos, foi mais uma idosa atendida no Hospital São João Bosco com covid-19, com boa evolução do tratamento. Ela foi internada no dia 21 de julho, sendo acompanhada pelo médico Roberto Pessini, recebendo alta no dia 28 de julho. “Ela estava gripada em casa, foi consultar com o doutor Roberto Pessini, fez o exame e deu positivo. Ele achou melhor internar ela e ela ficou no hospital fazendo tratamento”, relata a filha Emília Montanari.  Segundo ela, a recuperação da mãe no hospital foi rápida. “Bem tranquilo, não teve problema, fez o tratamento certinho, não teve nenhuma piora, só melhorou. Agora está bem”, observa Emília. Com relação ao atendimento prestado no hospital de São Marcos, também foi considerado muito bom pela família. “Acompanhei ela na consulta, na baixa e me comunicava com ela depois por Whatsapp. O atendimento foi ótimo. A mãe estava muito contente, com todos assim, com o médico, com o Hospital, com as enfermeiras”, observa Emília, que também reside na Linha Riachuelo.