BUSCA  
 
    São Marcos, 23 de Abril de 2017 |   Institucional   |   Anuncie   |   Assinaturas   |   Expediente   |   Colabore   |   Contato   |  
 
 
 
 
Empresas
‘MARTA COLOCOU SÃO MARCOS NO MOVIMENTO LOJISTA DO BRASIL’: novo presidente assume com missão de manter crescimento da CDL. Na presidência desde 1º de janeiro, Marcelo Parizotto foi empossado em cerimônia no Dia da Mulher São-Marquense
 
PALUDO SÃO MARCOS DE CARA NOVA! Filial são-marquense promoveu evento na última sexta (3), marcando a inauguração das reformas no estabelecimento. Gerente Joce Souza garante que melhor distribuição dos produtos promete agradar ainda mais ao público local
 
MAIS NOVIDADE EM SÃO MARCOS! Imobiliária Firenze oferece serviço de administração de condomínios. Além dos serviços de compra, venda e locação de imóveis, Firenze traz solução para prédios residenciais. Planos já podem ser consultados na empresa
 
Esportes
MILLENNIUM TERÁ REFORÇO DE ATLETAS DA SELEÇÃO BRASILEIRA. Equipe de futsal feminino, Millennium comemorou aniversário de 7 anos com almoço neste domingo (12). Em 2017, time representará o município em campeonato Sul-Americano
 
SÃO-MARQUENSE É PRÉ-SELECIONADA PARA TIME DE FUTEBOL FEMININO DO INTER. Ananda Michelon fez teste neste domingo (5) com 700 atletas e ficou entre 40 selecionados para treinos em Porto Alegre, que definirão 25 jogadoras para equipe feminina colorada
 
CANAIS / NOTÍCIAS
Geral
Incêndio na Boate Kiss 01/02/2017 | 16h34
Tragédia de Santa Maria: ‘Falta respeito dos órgãos públicos com as famílias das vítimas’
6 meses depois Juciane voltou a Santa Maria e segue no curso de Medicina Veterinária
Foto: arquivo pessoal
Sobrevivente do incêndio na Boate Kiss, que em 27 de janeiro de 2013 matou 242 jovens, são-marquense Juciane Bonella relembra episódio que mudou sua vida. Ela cobra penalização dos responsáveis e construção de memorial: ‘Culparam quatro pessoas, mas a responsabilidade é só deles?’, questiona a estudante de Veterinária que faz 26 anos neste mês

A são-marquense Juciane Bonella, 25 anos, é uma das sobreviventes do incêndio na Boate Kiss que matou 242 jovens e causou comoção no mundo inteiro. A tragédia ocorrida em Santa Maria, em 27 de janeiro de 2013, completou quatro anos na última sexta-feira (27). Os estudantes estavam no local participando de uma festa organizada por universitários com o objetivo de arrecadar fundos para as formaturas, prática comum na cidade sede da UFSM (Universidade Federal de Santa Maria), como explicou a são-marquense que cursa Medicina Veterinária e vai se formar neste ano. “Não ia, mas o pessoal achou que teria pouca gente e acabamos indo para ajudar”, recorda a jovem que completa 26 anos no próximo dia 26 de fevereiro. Residindo em Santa Maria (para onde retornou em julho de 2013, menos de seis meses após o incêndio), ela aproveitou as férias para vir a São Marcos visitar seus familiares (o pai Juarez, a mãe Marisa e o irmão Júnior).

Um acidente com a mãe, que machucou a mão, fez Juci estender a estadia na cidade. Ela esteve no L’Attualità nesta quarta-feira (1º), dia no qual uma petição internacional está sendo protocolada junto à Comissão Interamericana de Direitos Humanos, conforme anunciado no programa Fantástico (Globo) no último domingo (29). Segundo a reportagem, a ação visa a responsabilizar o Estado brasileiro pela violação dos direitos das famílias e pela conduta dos agentes públicos (prefeitura, bombeiros e promotores) ao permitirem que a boate funcionasse de forma ilegal: sem saída de emergência, com falta de extintores e ausência de alvarás, entre outras irregularidades apuradas no inquérito policial que indiciou 28 pessoas.

‘Quem deveria estar ao lado
das vítimas está contra elas’

Quatro anos após a conclusão do inquérito, 24 indiciados (entre eles o ex-prefeito de Santa Maria e atual secretário estadual de segurança César Schirmer) foram absolvidos e apenas quatro (os dois donos da boate e um membro da banda Gurizada Fandangueira, que se apresentava no local, e um bombeiro) foram considerados culpados. Eles respondem ao processo em liberdade. Realidade que incomoda os familiares das vítimas e especialmente os jovens que conseguiram sobreviver à tragédia, como a são-marquense Juciane Bonella. “É revoltante. Isso é uma falta de respeito dos órgãos públicos com os familiares das vítimas. A boate continua do jeito que está e as famílias ainda não contam sequer com um memorial onde possam rezar e prestar homenagens. Quatro anos depois poderiam pelo menos ter dado a porcentagem de responsabilidade que cada um teve. Culparam quatro pessoas, mas será que a responsabilidade é só deles?”, indaga Juciane.

Ela se mostrou bastante contrariada com o fato de promotores estarem processando pais das vítimas que presidem a Associação dos Familiares (por calúnia e difamação) por eles terem protestado contra a conduta do Ministério Público durante a investigação, conforme divulgado pelo programa Fantástico. Eles apontaram corporativismo, com o MP sendo omisso e não indiciando agentes públicos responsáveis por alvarás, licenças de funcionamento, vistorias e outros protocolos não cumpridos enquanto a boate funcionou. “Isso é um absurdo. Além de terem perdido seus filhos, ainda estão sendo processados”, resume Juciane com indignação, ponderando que “quem deveria estar ao lado das vítimas está contra elas”.


Juciane Bonella esteve no L'Attualità na manhã desta quarta-feira, 1º de fevereiro

Juciane quer fazer residência
em SP e trabalhar nos EUA

Quatro anos após o incêndio, Juciane demonstra força e vitalidade. Para superar o trauma (físico e psíquico) ela faz fisioterapias semanais e também busca ajuda com psicólogo e psiquiatra. “Estou vivendo a vida. Mas mudou tudo, principalmente a maneira como vejo as coisas”, comentou, revelando que fica bastante incomodada diante do egoísmo e da falta de compaixão das pessoas. Ela frisou que não gosta de ser vista como “uma das meninas que sobreviveu ao incêndio”, mesmo que isso ocorra com frequência em Santa Maria, como comentou. “Às vezes estou na rua, entro numa loja e as pessoas vêem as marcas de queimadura e comentam”, revelou.

Além das marcas de queimaduras que carrega nos braços e na face e da restrição de movimentos em alguns dedos (que não impedirá sua atuação como médica veterinária especializada em cirurgias de cavalos), Juci ficou com outras sequelas: problemas respiratórios e bronco-pulmonares em decorrência da fumaça tóxica (cianeto) inalada durante as horas em que ficou prensada (de pé) entre as vítimas, enquanto a boate era consumida pelas chamas e os seguranças não permitiam que o público saísse sem pagar as comandas. “O que mais me incomoda é a tosse. E também as complicações nas vias aéreas superiores. Tenho muita renite e sinusite e quase nenhuma resistência para praticar atividades físicas”, revelou. Mas os obstáculos não impedem a jovem são-marquense de seguir atrás de seus sonhos: especializar-se em cirurgia de cavalos, uma de suas paixões. “Eu me formo neste ano e vou fazer residência (especialização) em Hospital Veterinário de São Paulo. Depois meu plano é morar nos Estados Unidos, onde pretendo fazer Mestrado”, indicou.

‘Ou me vitimizava ou seguia
em frente. Escolhi seguir’

É com pesar que Juciane recorda que suas amigas mais íntimas faleceram na tragédia. “Morreram todas, inclusive as quatro melhores que estudavam junto”, lamenta. Ciente de que a vida jamais poderá ser a mesma após os mais de 70 dias em que ficou hospitalizada (no Mãe de Deus, em Porto Alegre, onde passou por mais de 20 procedimentos cirúrgicos, entre eles enxertos de pele e lavagens pulmonares, tenho ficado mais de três semanas na UTI), Juciane destaca que havia dois caminhos a seguir. “Ou me vitimizava ou seguia em frente. Escolhi seguir”, diz com convicção. Lembrando o drama vivido naquele fatídico dia 27 de janeiro de 2013, Juci destaca a coragem e determinação de seus pais Juarez e Marisa. “Minha força veio deles”, assinala, ressaltando o “sangue frio” que seu pai precisou ter ao procurar a filha em meio aos corpos amontoados em ginásio esportivo da cidade. “Após me procurar o dia todo em Santa Maria ele me achou à noite em Cachoeira do Sul. Isso graças ao apoio que minha família teve do General Miotto (à época chefe do Exército no Quartel de Santa Maria)”, salienta.

Na entrevista que concedeu ao L’Attualità, Juciane agradeceu toda a comunidade pelo apoio e orações e lembrou a ajuda recebida do são-marquense Venâncio Zulian, que era gerente do Banco do Brasil em Santa Maria. “Também gostaria de agradecer meu tio Joãozinho Camassola e ao Jandelis Boff (casado com minha prima). Eles dirigiram o carro e se revezaram para levar meus pais a Santa Maria, depois a Cachoeira e de lá a Porto Alegre. E também a minha amiga Maria Joana Soldatelli, que na época morava em Santa Maria e nos deu todo o apoio”, lembra. Quatro anos após a tragédia – e dias após ter concedido entrevista a RBSTV, exibida no Jornal do Almoço da última quinta, 27 de janeiro -, Juci demonstra coragem e determinação; mas também não esconde certo temor quanto ao futuro. “Me preocupo com o futuro porque na realidade nem os médicos sabem o que poderá acontecer com a gente. Nosso caso é único, sem precedentes, estamos em estudo”, aponta a são-marquense que literalmente “renasceu das cinzas”.
Compartilhe:
Comentários (0) | Enviar para um Amigo | Imprimir
  25.03.2017
Eleições da Cooperativa
56% dos votos: Vanin segue na presidência da Coop. 725 associados participaram das eleições da Cooperativa Agrícola Mista Rio Branco na manhã deste sábado (25). Chapa vencedora é composta pelo atual presidente Andrea Vanin e Evaldo Camargo
725 associados participaram das eleições da...
 
  20.03.2017
Dinheiro Público
Policiais e bombeiros de São Marcos voltam a receber auxílio da prefeitura. Repasse anual de R$ 245 mil ao Consepro foi aprovado nesta segunda (20). Entidades que solicitam recursos municipais têm até 5 de abril para se credenciar
Repasse anual de R$ 245 mil ao Consepro foi...
 
  16.03.2017
Solidariedade
Caminhão de São Marcos leva doações a São Francisco de Paula. Doações foram recebidas até a manhã desta quinta (16) e caminhão seguiu em direção a São Francisco de Paula por volta das 8h45. Município foi afetado por forte tempestade no último domingo (12)
Doações foram recebidas até a manhã desta...
 
  28.02.2017
Arroio Gravatá
Prefeitura inicia limpeza do Gravatá. Em São Marcos, obras de desassoreamento do Arroio Gravatá iniciaram na manhã desta segunda-feira (27). Construpar é empresa terceirizada pela prefeitura e custos giram em torno de R$ 15 mil
Em São Marcos, obras de desassoreamento do Arroio...
 
  03.02.2017
Corpo de Bombeiros
Bombeiros seguem atendendo apenas durante o dia em São Marcos. Devido à falta de efeito e repasse de verba para horas extras, desde setembro Corpo de Bombeiros de São Marcos segue atendendo das 8h às 20h
Tenente Alexandre Machado assumiu Corpo de...
 
  16.01.2017
Inundações em São Marcos
Perigo na calçada da Rodovia Padre Pedro Rizzon, danificada após inundações do dia 21
Calçada danificada pelas chuvas de 21 de dezembro...
 
  02.01.2017
Violência
São-marquense perde vida em assalto em Camboriú
Oceanógrafo Wiliam Gardelin, 29 anos, foi baleado...
 
  29.12.2016
Inundações em São Marcos
Uma semana após inundações em São Marcos, vítima salva de afogameto agradece bombeiros
Ari Soranzo, 60 anos, escapou da morte por...
 
  26.12.2016
OPINIÃO DO LEITOR/ARTIGO
Arroio Gravatá: 'é esgoto mesmo sem tratamento, uma vergonha para São Marcos'
Até quando vamos ver alagamentos nos mesmos...
 
  05.10.2016
Vitivinicultura
Câmara Federal aprova inclusão das vinícolas no Simples. Projeto de Lei Complementar também abrange as microcervejarias e o segmento de cachaças artesanais
Projeto de Lei Complementar também abrange as...
 
| próxima >
Plantão Policial
BM PRENDE FORAGIDO EM SÃO MARCOS. Nesta segunda-feira (17), São Marcos registrou furto à residência na Rua Fidelis Capeletti e prisão de foragido no Km 116 da BR 116
 
BM APREENDE INDIVÍDUO POR PORTE ILEGAL DE FACA EM ESTABELECIMENTO COMERCIAL. Em São Marcos, no final da tarde deste domingo (16), homem com antecedentes criminais foi abordado pelo Brigada Militar, portando uma faca, na Rua Monsenhor Henrique Compagnoni
 
MOTORISTA SEM HABILITAÇÃO E ALCOOLIZADO CAUSA ACIDENTE NA BR 116. Condutor de Ford Ka teria invadido a pista contrária, colidindo frontalmente com um Fiat Strada. O mesmo apresentou índice de alcoolemia de 0,92 mg/l, configurando crime de trânsito
 
Consulados
 
E-mails Recebidos
Com relação à reportagem sobre a servidora Joelma Haskell Velho, alguns esclarecimentos sobre a situação atual da servidora:
"Os advogados contratados pela servidora Joelma Haskell Velho, Dra. Daniele S. Ballardin e Dr. Jean Carbonera, estão em contato diretamente com o Procurador do Município, Dr. Bruno Fachini, desde a semana passada, tendo encontrado uma solução juridicamente possível para readaptá-la no serviço público municipal, conforme previsto no artigo 24, da lei que institui o regime jurídico dos servidores municipais de São Marcos, Lei n° 1.589/2001.

Segundo o que nos foi passado, o Procurador está apenas tratando das questões administrativas internas para possibilitar que Joelma, servidora extremamente qualificada, passe a exercer a nova função."
Enviado por:
Daniele S. Ballardin, advogada OAB/RS 92.271
23 de fevereiro - 07:57
Hoje (22 de janeiro) fui à Secretaria de Saúde de São Marcos procurar ajuda médica, pois estou cheia de alergias e com feridas na cabeça. Chegando lá não pude ser consultada, pois não é emergência, mas havia apenas uma pessoa na fila esperando por atendimento. Não se tem um atendimento adequado. Quando você procura ajuda médica é porque realmente precisa, eu não iria lá se não fosse emergência. Mas como sempre eles não fazem nada e ficam lá sentados sem ter o que fazer. É uma vergonha ter um posto desse tamanho e não ser atendido. Parabéns, Secretaria de Saúde por ser assim!
Enviado por:
Michele
24 de janeiro - 16:34
Para todos de São Marcos: em 2014 estes deputados que votaram pela continuação da impunidade e da roubalheira receberam este numero de votos na cidade.

Afonso Motta (PDT) Sim 11
Alceu Moreira (PMDB) Sim 18
Bohn Gass (PT) Sim 4
Carlos Gomes (PRB) Sim 48
Darcísio Perondi (PMDB) Sim 2
Giovani Cherini (PR) Sim 12
Henrique Fontana (PT) Sim 720
Luis Carlos Heinze (PP) Sim 11
Marco Maia (PT) Sim 27
Marcon (PT) Sim 10
Maria do Rosário (PT) Sim 17
Mauro Pereira (PMDB) Sim 627
Nelson Marchezan Junior (PSDB) Sim 26
Paulo Pimenta (PT) Sim 7
Pepe Vargas (PT) Sim 397
Pompeo de Mattos (PDT) Sim 24
Renato Molling (PP) Sim 107
Sérgio Moraes (PTB) Sim 12

Achou o seu deputado? São dados do TSE.

Lideranças partidárias de São Marcos, serão estes os candidatos que virão a São Marcos em 2018 pedir votos?
Enviado por:
Gilberto Moschetta, médico
01 de dezembro - 08:17
Estamos vivenciando algo sem comparação em termos de economia em nosso país. Todos nós também sabemos que se trata de fatores políticos que interferiram no modo de agir de todos os brasileiros, sem produção, sem consumos e sem perspectiva de futuro. A redução nos gastos em todos os setores fazem com que vivamos um clima de desolação, marasmo.

Se tivermos uma solução urgente para o problema político, certamente tomando atitudes incentivadoras haveremos de um todo progredir, gerar empregos, gerar recursos.

Nossos governantes em todos os escalões dizem tomar medidas, porém, sabemos que o inchaço nas repartições públicas fazem com que o Estado seja submisso ao servidor, em número excessivo, a renda nem sequer paga o funcionalismo.

Nossas fábricas começam a decadência e o sucateamento do poder produtivo e da rentabilidade, necessário se faz trazer presente o poder de reposição através de incentivos financeiros das casas creditícias.

Preocupa-nos o futuro de nosso Brasil, enquanto não há o investimento necessário na educação (ensino) que proporciona a abertura da mente na projeção de bens para a população.

E o nosso povo, cada vez mais doente e desamparado.

Os desvios devem sim ser punidos, mas também ressarcidos, voltando as suas
origens para que possam gerar novos recursos. Pobres municipalistas (prefeito e vereadores) o futuro se vos apresenta obscuro, estamos apostando para que tenham pleno êxito em vossa jornada, e, enquanto isto, com o coração amargurado pela atual situação, fico almejando sinceramente que todos sejam MUITO FELIZES, sonhar ainda nos é permitido.
Enviado por:
Edejaime Cioatto, empresário e ex-prefeito de São Marcos
12 de agosto - 08:58
ECONOMIA

Os dias atuais merecem muita reflexão por parte das pessoas que geram nossa economia.

Fazemos um ponto de indignação diante do caos financeiro em que se encontra nosso país em todos os segmentos, sem excluir algum. O poder de compra do povo brasileiro está em baixa, a inflação em alta, os juros insuportáveis, a falta de estímulo para com a produção, o sucateamento de nossas indústrias fazem com que os custos se elevam perdendo a competitividade.

Todos sabem que sem a geração de empregos não há economia que subsista.

A geração de impostos e consequente aumento da arrecadação municipal, estadual e federal, somente é possível com o aumento da produção, há solução para o impasse, basta a boa vontade de nossos governantes.

Com a atual situação, pergunta-se quem ousará criar empresa, gerar empregos, proporcionar a criação de renda? Difícil encontrar alguém corajoso e audacioso para investir.

Nossos governantes em todos os níveis dificultam com a burocracia e com os altos encargos. O judiciário penalizando os empresários e suas empresas, os trabalhadores socorrendo-se nas leis trabalhistas, que são terríveis aos empresários.

Devemos sensibilizar nossos governantes para que de uma forma amigável haja mais tolerância e compreensão entre trabalhadores, empresários no geral e o judiciário (leis mais brandas).
Enviado por:
Edejaime Cioatto, empresário e ex-prefeito de São Marcos
26 de julho - 18:16
POLÍTICA

Boa sorte a todos!

Aproxima-se o dia 2 de outubro de 2016, data em que serão realizadas as eleições municipais. Oportunidade em que, mais uma vez, a democracia nos proporciona o direito de escolhermos os nosso preferidos.

Antecipadamente, quero tecer meus mais justos elogios para com aqueles que colocam-se à disposição para administrar o futuro de nosso Município para os próximos quatro anos. É certo de que todos estão imbuídos dos melhores propósitos de bem gerir o bem público. Todos, com maior ou menor capacidade, porém, apostando no proporcionar o bem estar de toda nossa comunidade. Agradecer os candidatos é pouco diante da disposição de prestar serviços à comunidade, quer seja candidato a prefeito, vice-prefeito ou vereador.

A reciprocidade financeira é muito baixa diante do tempo a ser empregado à causa pública, não tem dia, hora ou lugar para prestar serviço.

A desacreditada classe política que norteia o nosso país não pode ser comparada aos dedicados candidatos que querem trazer o bem para a nossa cidade, ainda temos pessoas de gabarito em nosso meio comunitário, não podemos generalizar por baixo.

Portanto, candidatos, demonstrem sua capacidade e desejo de fazer o bem, não levem em conta as críticas, vocês só merecem elogios. Parabéns e minha ardente manifestação de que sejam e façam todos MUITO FELIZES.
Enviado por:
Edejaime Cioatto, empresário e ex-prefeito de São Marcos
26 de julho - 09:23
Prezada Rosemeri,

Ao cumprimentá-la cordialmente, queremos agradecer profundamente a sua divulgação na mídia por ocasião da 15ª Feijoada realizada por esta Apae – Associação de Pais e Amigos dos Excepcionais de São Marcos.

Em função de seu gesto de solidariedade, sentimo-nos na obrigação de lhe informar um pouco sobre esta Entidade. Atualmente atendemos 103 pessoas com deficiências intelectuais e múltiplas. Realizamos atendimentos totalmente gratuitos distribuídos entre fonoaudiologia, fisioterapia ocupacional, psicologia, serviço social, enfermagem, equoterapia e natação. Além dos atendimentos temos a Escola Raio de Sol, onde os alunos são distribuídos entre os diferentes níveis e ainda participam de oficinas e projetos oferecidos pela Instituição, que conta com 30 profissionais entre funcionários e prestadores de serviço, além de voluntários.

Enfim, nossos esforços estão voltados a uma total qualidade de vida à pessoa com deficiência intelectual e múltipla e colocamos nossa Apae à disposição para uma visitação onde teremos imensa satisfação em mostrar-lhe com detalhes todos os nossos projetos.
Enviado por:
Suzete Mari Sandri Ampessan, presidente da Apae de São Marcos
26 de julho - 09:22
Veja outros e-mails recebidos
 
Jornal L’Attualità  |  Rua Padre Feijó, 843  |  Sl. 24  |  São Marcos RS  |  Fone: (54) 3291 2200 - 3291 2218  |  jornal@lattualita.com.br  |  Todos os direitos reservados. Copyright 2011.